terça-feira, 30 de junho de 2009

Jorge José Jimenez "o Jota" - Otávio da Cruz Madureira


Passou por alguns colegas cumprimentando com um pequeno movimento de cabeça até entrar em sua sala.... Sorriu ao ver um documento em cima da mesa... Tinha chegado em um patamar muito alto na polícia pela sua competência em finalizar investigações, sua postura incisiva intimidava os colegas, acabou por fazer um sistema de liberações de ordens judiciais que agilizavam seus serviços... Mas essa investigação tinha um caráter intimamente pessoal...
Pegou um dos celulares... digitou a mensagem: “Suspende a medicação, já tá liberado!” e enviou para o único número na agenda...
Ligou o computador, e começou a digitar quando veio uma lembrança...


“- Line! Você não sabe quem são esses caras... Não é simples assim... - foi cortado.
- Você tem medo Jota? Logo você? Você tá envolvido nessa merda não é? - Disparou mais alto no rosto dele.
- Calma! – Voltou a seriedade – Você não sabe o que está falando...
- Posso não saber agora, mas vou descobrir! - Agora apontando o dedo...
- Embora você não acredite... eu me importo ainda com você! Podemos não estar juntos mas...”


O pensamento foi cortado com o grito feminino que vinha de fora:
- SÓ SAIO COM MINHA IRMÃ!


Terminou de digitar o documento e imprimiu, pegou a pistola colocou na cintura, pegou o celular da mesa quando a porta abriu:


- Jota, a viatura tá pronta pra ir no enterro da filha do Mário. - Falou o homem respeitosamente

- Tá certo! Entregue isso aos carniceiros da imprensa e depois me encontre no cemitério! - "Primeiro o assessor, depois o chefe!"... pensou expressando um olhar de vingança...


O homem pegou o documento e depois que Jota saiu abriu cuidadosamente e leu:


NOTA À IMPRENSA


Com o decorrer das investigações e o aparecimento de provas relacionadas ao assassinato de Aline Charlenne Graal o excelentíssimo juiz de direito Antônio Marcos Bandeira decretou a prisão preventiva de Dorival Queiroz de Albuquerque, amante da vítima, que encontra-se foragido. Reiteramos o empenho desta CP para elucidação do crime que chocou a nossa sociedade.

Bel. Jorge José Jimenez
Supervisor de Investigação – 1ª CP


9 comentários:

Ramon Alcântara disse...

Showzaço!

Adinailson disse...

boa sacada!

Flor de Lis disse...

Esquentou bastante a trama agora!! muito bom!

Jardson Fragoso disse...

agora otavio leva os desconhecidos adiante

Rebeca disse...

Jota deveria ser policial militar hauhauahuahua

Rebeca disse...

Jota né o culpado..

Flor de Lis disse...

Que demoooooraaaa!!!!
O leitor fica ansioso!!!!

Ramon Alcântara disse...

Aos ansiosos leitores e escritores, Otávio emergirá muito em breve!

Ramon Alcântara disse...

Muito em breve mesmo, pois me incluo na categoria escritor ansioso.