quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Arlindo "da rua" - Martin Silva da Silva


Já tinha visto muita violência nesses últimos três dias, e não iria ver um dos poucos amigos enveredar pelo mesmo caminho... Deixou Romário em silêncio e seguiu para o beco em que descansava... embora tenha tomado meio litro de aguardente da pura, o cérebro ainda estava ansioso e andava em rotações elevadas. Sentou-se no beco, a noite já seguia alta, puxou o maço de cigarro com um sorriso no rosto. “Romário é um bom amigo” - pensou. Acendeu e tragou levemente... A mente ainda rodava quando encostou pra tirar um cochilo, o dia tinha sido dos difíceis e se não fosse pelo garoto nem a janta teria no estômago... Adormeceu...

[Seguravam suas mãos...
-Não! Não! Mãeeeeee!!!!
-Ele tá muito agressivo!! Aplique a injeção nele!!!
- Me larga! Me solta porra!!!!
Amarraram-no em uma cadeira de madeira... enfiaram-lhe alguma coisa na boca... Um tipo de capacete foi posto na cabeça...
- Pode ligar, agora ele fica melhor e calminho.
O choque elétrico começou a transpassar seu corpo
]

- Porra!!!! - Acordou todo suado e o coração a bater exasperado... Olhou para um lado e para outro...Não tinha sido real... Tentou recobrar a respiração... A claridade ia começando a despontar contra a escuridão... Acendeu outro cigarro e pôs-se a caminhar para esquecer o que era e o que não era real... Na esquina o jornal do dia estava sendo colocado na calçada... Chegou mais próximo...Leu a manchete e o coração bateu mais forte...

“ASSESSOR DE DEPUTADO ESTÁ FORAGIDO”

Fez menção de ler mais atentamente mas uma voz o interrompeu:

- Bom dia seu Arlindo – O conhecido jornaleiro saudava com alegria no trabalho.

4 comentários:

Jardson Fragoso disse...

Demorou mas apareceu...

Raquel disse...

amei!agora esperarei pelo proximo capitulo...Mais uma vez parabens!

Flor de Lis disse...

O jornaleiro pode ser pai das irmãs Salinas!

Ramon Alcântara disse...

Ó vida! Em breve mais um desconhecido se revela....


abzz